Tag: festa


Dia T532-Um novo gosto descoberto


Fomos no aniversário de 4 anos da filha de um casal de amigos. Chegamos tarde, quase no parabéns, porque o Biscoito almoçou tarde e acabou acordando tarde, então ele não aproveitou muito da festinha. Só que isso não o impediu de ao chegar no prédio olhar para todos os lados, só observando tudo.

Chegamos no salão e ele logo quis descer do colo. Pegou minha mão e começou a ir para fora. Claro que foi pro parquinho, onde há um escorregador bem grande! Não é preciso adivinhar muito para saber o que ele ficou fazendo até a hora de cantar os parabéns….que por termos chegado tarde foram apenas alguns minutos depois.

Na mesa do bolo haviam copinhos com doce de leite, e como a Mamãe e eu nem gostamos, pegamos um pra cada. A cada colherada que eu dava no copinho, com o Biscoito no colo, ele olhava atentamente a colher. Não resistimos à carinha de cachorro pidão e demos pra ele provar um pouco. Ele praticamente molhou os lábios, sentiu o gosto, saboreou um pouco, e pediu mais! Aí dei mais um pouco. Mas tive a sensação de que ele facilmente trocaria uma colher de doce de leite por uma suculenta manga!

Depois ele pediu pra sair do colo de novo, e foi pra onde? Pro parquinho, claro! Mas só por um breve momento porque começou a chover e fomos embora.


Dia 365 – Um Ano de Biscoito


No momento em que escrevo isto você estava confortável, quentinho e seguro na barriga da Mamãe. Nós já estávamos acordados, provavelmente preparando o café da manhã para a família que estava chegando.

Com certeza você sabia o que aconteceria mais tarde. Impossível não sentir a minha ansiedade e da Mamãe.

Nesse dia nós veríamos seu rosto pela primeira vez, sentiríamos sua pele, seu cheiro. Pegaríamos você no colo e te colocaríamos entre nós para nunca mais sair.

O dia custou a passar, mas este primeiro ano voou. Neste primeiro ano você nos ensinou um novo tipo de amor, incondicional, imensurável, infinito. Nos ensinou que mesmo pequeno, você é muito forte! Você é decidido, mesmo que a fazer coisas erradas. Mas sem errar não se aprende. Sem cair não podemos nos levantar. E sempre estaremos ao seu lado para te ajudar a levantar.

Há um ano atrás eu não sabia o que me esperava. Sabia que estava começando a maior aventura da minha vida, sem direito a rolar os dados novamente nem errar, mas mesmo assim errando e tentando consertar depois. E sabia também que ali estava uma das maiores alegrias e felicidades que uma pessoa pode querer.

Muitos momentos estão marcados na memória, como o primeiro sorriso, a primeira vez que ficou de pé, o primeiro banho em que você aprendeu que basta bater a mão na água para molhar o banheiro inteiro, o primeiro banho de chuveiro comigo, a primeira vez na piscina, a primeira vez na praia, a primeira papinha, o primeiro beijo, o primeiro chamado…mesmo não sendo “mamá” nem “papá”.

E muitos outros momentos são esperados ansiosamente todos os dias, como o primeiro sorriso de manhã ao acordar, o carinho que você faz enquanto mama, a gargalhada quando nos dá um susto. Mas nada supera a recarga de energia recebida ao chegar em casa depois de um dia exaustivo de trabalho e te ver engatinhando na velocidade 5 do créu em minha direção para me dar um abraço. Nesse momento o mundo para, o cansaço vai embora, o estresse desaparece, e o sol brilha.

Hoje faz um ano que a nossa vida ganhou novos contornos, novo sentido, novas responsabilidades, e principalmente, novas cores!

Obrigado por ter nos escolhido. Obrigado por alegrar nossa vida todos os dias. Obrigado por ser nosso filho!

 

Com amor, Papai e Mamãe.

 


Dia 89 – 3 Meses de Gostosura


Eu sei, eu sei, sempre vou começar estes posts explicando que ele não faz aniversário ao completar as semanas exatas, por um motivo simples: nasceu em fevereiro, então faz mesversário uns dias antes de completar os meses exatos! Mas não estamos nem aí! 😛

Não íamos fazer um bolo, pois lá atrás combinamos que faríamos um ao completar 1 mês, e depois só com um ano! Afinal, dinheiro pra comprar fralda, roupa, pagar vacina e pediatra não nasce em árvore. Mas 3 meses é uma marca importante! É uma marca na qual muitas mudanças acontecem no bebê e que deveria ser comemorada! Então pedimos um bolo. Esse aí da imagem!

Por que da Peppa Pig? Porque ele gosta desse desenho! E antes que comecem a jogar pedras, facas, foices e bombas dizendo que estamos colocando o Biscoito na frente da televisão, vamos deixar claro que não é porque queremos, mas porque ele realmente gosta! Ele presta atenção ao desenho. E se o tiramos começa a chorar e fica movendo a cabeça tentando manter os olhos nele. E a questão não é a TV, é o desenho efetivamente!

Há mudanças gritantes no Biscoito agora, como ele sorrir de verdade (e não apenas os espasmos quando está dormindo), e às vezes gargalhar! Também está mais falante, mais brincalhão, e, claro, começando a querer levar tudo pra boca. O pescoço está mais duro, ele tem um controle quase total sobre a cabeça movendo-a para onde quer e olhando na direção dos sons, e já quase está ficando sentado durante o banho.

Infelizmente ele mesmo não participou muito da festa! Como tinha tomado as vacinas contra meningite no dia anterior, e essas vacinas derrubam mesmo (provocam reação sempre), ele ficou com febre e desanimado, então preferimos deixá-lo quietinho no berço enquanto destruíamos a casa da Peppa…


Dia 28 – mesversário


Tecnicamente não se passaram 30 dias do nascimento, mas que culpa temos se resolveram fazer fevereiro mais curto? Hoje é dia 20, e no dia 20 do mês passado o Biscoito veio ao mundo.

Em apenas um mês descobrimos o que é o inferno, com o Biscoito não se alimentando e emagrecendo, o choro durante a noite, as dores dos gases e do cocô que não saem, as pilhas de roupas sujas que teimam em só aumentar independentemente da máquina de lavar não parar de funcionar….

Mas descobrimos o que é o paraíso com o sorriso dele antes de dormir (mesmo que saibamos ser involuntário – ou assim nos fazem pensar), com as caretas ao tentar fazer cocô, com ele nos olhando no olho, a alegria de pegar ele no colo e sentir ele se acalmar, até fazer xixi em nós é uma alegria! O arrotinho pós mamada é comemorado como um gol, assim como cada pum que ele solta, e se vier “acompanhado” então é motivo para soltar fogos!

Já se passou o primeiro mês de vida do Biscoito, e tanta coisa já passou….e tanta coisa ainda vai passar! Virá a primeira engatinhada, o primeiro passo, o primeiro sorriso real ao nos ver, o primeiro dente…..sempre haverá algo novo, algo “primeira vez”. E tudo passa muito rápido!

Não dá para congelar o tempo só um pouquinho?