Tag: colo


Choro, Colo e Carro


Dizem que quando um bebê nasce ele ainda não está formado, por isso o crânio ainda é mole, às vezes não tem cabelo (o Biscoito é mega cabeludo! Tem mais que o Papai!), tem cólicas pois o intestino ainda está em processo de amadurecimento, e por aí vai.

Só que há duas coisas que os bebês têm que saem de fábrica em pleno funcionamento.

Primeiro, é o altímetro. Mas não é um altímetro qualquer! Ele é muito específico, especializado, e não tem como enganá-lo! Não importa se você está no sub-solo de um prédio ou no 30o. andar, o altímetro vai disparar caso você esteja segurando o bebê no colo e não estiver de pé! Não o bebê, você!

Quando estamos com o Biscoito no colo, e ele está naquele momento chato pré-sono, se estivermos sentados não tem jeito: ele chora! Basta levantar que ele sossega. Isso se tiver sorte de não ter que ficar andando com ele (mas isso às vezes dá pra dar uma enganada chacoalhando um pouco). E se você estiver cansado, com o braço doendo e as costas moídas, o problema é seu! O bebê quer que você fique de pé. Ai dos seus ouvidos se não for assim.

E o segundo sensor que todo bebê carrega consigo é o velocímetro. Esse talvez tenha algumas variações, dependendo da fábrica, modelo, motor e combustível. Mas via de regra é entrar com o bebê no carro e começar a andar que o choro cessa. Claro que isso não vai funcionar em caso de dores ou fome. Esse sensor não tem a capacidade de anular os outros.

Com o Biscoito a regra é clara: o carro deve estar sempre a mais de 20 Km/h. Até atingir essa velocidade o choro é constante, e sempre que o carro começa a frear (trânsito, semáforo, esquina, etc.) e chega nessa velocidade pode esperar pelo início do choro.

Pelo menos os dois sensores não funcionam ao mesmo tempo. Já pensou ter que ficar com o Biscoito no colo andando a pelo menos 20 Km/h? Pelo menos seria um belo exercício.