O bebê-conforto


Quando compramos o carrinho procuramos um que já viesse com o bebê-conforto. Achamos um modelo que parecia bom, que já vinha com carrinho que se transforma em moisés, bebê-conforto e sua base, da Safety 1st.

Li o manual, fiz um teste de instalação do bebê conforto no carro, e foi tudo bem. Então achei que estaria tranquilo. Mas na saída da maternidade nada é tranquilo, nada é favorável!

Fiquei uns 10 minutos tentando colocá-lo no carro, até que desisti e aceitei a recomendação da Mamãe, meio a contragosto como todo homem, de chamar alguém do próprio estacionamento para ver se consegue colocar. Havia um manobrista especialista no assunto. Mostrou como coloca, e aí veio a primeira surpresa: eu estava colocando a base e depois o assento. Só que quando é recém-nascido não se coloca a base! A base vai apenas quando o bebê ficar maior, já sentado. No bebê conforto ele vai deitado mesmo.

O manobrista deu uma indireta, nas verdade um jab no queixo, sobre caixinha, mas eu estava sem um tostão no bolso (na verdade eu raramente tenho dinheiro na carteira). E levei bronca da Mamãe por isso!

Ao chegar em casa retirei o bebê conforto pois ele estava com dois encaixes que são usados apenas quando colocado no carrinho, e que poderiam danificar o estofado do carro. Não prestei atenção em como ele estava bem encaixado e preso, e na hora de recolocá-lo para levar o Biscoito ao pediatra foi mais um sufoco!

Dica de ouro: instale e remova o bebê conforto várias vezes, antes do nascimento, para ter certeza que sabe fazer e não ficar desesperado com um bebê chorando enquanto tenta fazer o serviço.