Dia T541 – Podia estar chorando, podia estar resmungando…


A maioria das pessoas acha que o adulto sempre deve ensinar tudo às crianças, pois estas não sabem de nada ainda. Em parte é verdade. Mas há coisas que as crianças podem ensinar aos adultos, e se estes aprendessem a vida seria tão mais simples, tão mais gostosa para todo mundo.

Os adultos poderiam, por exemplo, aprender sobre diversão. Para uma criança tudo é diversão. Por que para um adulto também não pode ser? O adulto precisa ser sempre sério, obtuso? Não é possível trabalhar com alegria e felicidade? Isso com certeza deixaria o ambiente muito mais agradável e o trabalho, por mais enfadonho que possa ser, mais leve.

Também poderiam aprender sobre resiliência. Resiliência? Pois é! Você não verá uma criança que nasceu sem uma mão chorando porque o amiguinho ao lado tem as duas. O que você verá é ela brincando como outra criança qualquer, e se adaptando ao mundo para usar uma mão apenas.

O Biscoito está com a perna engessada. A recomendação é que ele fique o mais quieto possível, não porque a fratura pode piorar, mas porque o pior que pode acontecer é o gesso quebrar! Aí teremos que ir ao hospital para colocar outro. Mas como deixar um bebê super ativo como ele, parado? Impossível! Principalmente porque ele não vai parar de querer brincar só porque está com gesso.

Hoje a Mamãe deixou ele no tapete da sala, com alguns brinquedos em volta. Não consigo andar para pegar o brinquedo que está longe? Não tem problema!! Posso me arrastar!

Brincar é muito mais importante que se lamentar.

Atrapalha? Incomoda? Com certeza!!! Mas a vida não para! Ele quer brincar, se divertir, assustar o Papai e a Mamãe (de brincadeira), continuar a descer no escorregador, tomar sol, passear, ter contato com outras crianças….ele quer continuar a ser ele mesmo! E isso gesso nenhum vai impedir!