Dia 182 – Mais vacinas


Era para termos vacinado o Biscoito na sexta-feira, mas por uma série de fatores acabamos não conseguindo. Como há vacinas que damos numa clínica particular e vacinas que damos no posto de saúde, temos que tomar bastante cuidado em relação ao tempo: as vacinas precisam ser dadas no mesmo dia, e não ia dar tempo. Então acabou ficando para segunda. O que não foi muito bom, pois tava fazendo um frio de lascar!

Na clínica tudo foi nos conformes. Tomou a P13 (pneumocócica). A moça nos perguntou em qual perna dar a vacina, e acabou sendo na esquerda. Péssima decisão. A picada doeu, como é de se esperar (e não doeu porque foi na perna esquerda, é porque a picada dói mesmo).  A única parte ruim foi que, após a aplicação da vacina, quando o Biscoito já estava vestido e tinha parado de chorar, inclusive rindo para moça, ela resolveu pegar a mão dele e dar um beijo. Nunca, repito, nunca se beija a mão de um bebê. Não é frescura, é proteção.

Corremos pro posto de saúde para dar as outras, que seriam a da pólio e a pentavalente. O posto estava vazio, sem ninguém esperando e sem ninguém em atendimento. E mesmo assim ficamos esperando uns 10 minutos. A espera em si não é o problema, mas estava frio e com um bebê no colo. Será que é tão complicado acelerar o atendimento para diminuir o tempo de exposição da criança ao frio?

A mulher aplicou a vacina contra pólio na perna direita, e ao aplicar na esquerda só disse: essa perna vai ficar bem dolorida, pois já teve uma vacina aplicada! Nós aplicamos a pentavalente na perna esquerda, deviam ter aplicado esta na outra perna.

Pombas, por que não aplicou a da pólio na esquerda e a pentavalente na direita, sozinha? Só porque é o procedimento? Isso é regra? Tem que ser assim pra vacina fazer efeito? Absurdo. A pentavalente nós sabemos que é dolorida, e não pela picada, mas pela vacina em si. O líquido é viscoso e portanto provoca dor. Mas vai discutir isso pra ver a picada que ela vai dar no seu filho…

Após as aplicações ela disse que se quiséssemos poderíamos dar a antigripal, mas achamos melhor não pois 4 picadas num mesmo dia é judiar demais do pequeno.

E novamente ele recebeu um beijo na mão. Qual é o problema desse povo que lida com saúde que não sabe o básico?