Mês: fevereiro 2018


Dia 366 – Adeus barreiras!


O Biscoito fica de pé sozinho desde os seus 7 ou 8 meses. Sempre se escorando em algo. Ainda não consegue ficar de pé sem segurar em algo, mas já se equilibra. Assim como também já dá seus passinhos. Cambaleantes, fato.

Engatinhar ele já faz com maestria e rapidez.

Muitas vezes o deixamos em cima do sofá ou da cama porque não queremos, por algum motivo qualquer, que ele fique no chão (como sujar a roupa que acabamos de colocar, por exemplo), e ficávamos de olho para que ele não caísse.

Pois bem, esse risco agora já foi reduzido, pois ele desce da cama e do sofá. E desce direitinho, não é se jogando não!! Ele vai de ré até a beirada, quando começa a sentir que os pés estão pra fora. Aí vai escorregando o corpo até chegar no chão! Claro que isso na cama implica muitas vezes num pequeno tombo, pois ela é alta e as perninhas ainda não são compridas o suficiente. Mas no sofá vai sem sobressaltos!

Então ele já engatinha, fica de pé, anda um pouco e desce dos lugares. O próximo passo para a independência móvel dele era subir nas coisas. Era.

Estava eu sentado no sofá, com o computador no colo, quando ele chega. Levanto o computador para que ele não aperte nenhuma tecla que não deve. Claro que ele não se deu por vencido e começou a subir pelas minhas pernas, até chegar no colo, e quase alcançar o computador que neste momento já estava acima da minha cabeça.

Assim que ele aprender a subir sozinho, talvez tenhamos um grande problema no quarto dele em relação ao berço. Vamos ter que retirar todas as almofadas que deixam os lados protegidos, pois ele pode começar a utilizá-las para escalar e tentar sair. Que orgulho!!!


Dia 365 – Um Ano de Biscoito


No momento em que escrevo isto você estava confortável, quentinho e seguro na barriga da Mamãe. Nós já estávamos acordados, provavelmente preparando o café da manhã para a família que estava chegando.

Com certeza você sabia o que aconteceria mais tarde. Impossível não sentir a minha ansiedade e da Mamãe.

Nesse dia nós veríamos seu rosto pela primeira vez, sentiríamos sua pele, seu cheiro. Pegaríamos você no colo e te colocaríamos entre nós para nunca mais sair.

O dia custou a passar, mas este primeiro ano voou. Neste primeiro ano você nos ensinou um novo tipo de amor, incondicional, imensurável, infinito. Nos ensinou que mesmo pequeno, você é muito forte! Você é decidido, mesmo que a fazer coisas erradas. Mas sem errar não se aprende. Sem cair não podemos nos levantar. E sempre estaremos ao seu lado para te ajudar a levantar.

Há um ano atrás eu não sabia o que me esperava. Sabia que estava começando a maior aventura da minha vida, sem direito a rolar os dados novamente nem errar, mas mesmo assim errando e tentando consertar depois. E sabia também que ali estava uma das maiores alegrias e felicidades que uma pessoa pode querer.

Muitos momentos estão marcados na memória, como o primeiro sorriso, a primeira vez que ficou de pé, o primeiro banho em que você aprendeu que basta bater a mão na água para molhar o banheiro inteiro, o primeiro banho de chuveiro comigo, a primeira vez na piscina, a primeira vez na praia, a primeira papinha, o primeiro beijo, o primeiro chamado…mesmo não sendo “mamá” nem “papá”.

E muitos outros momentos são esperados ansiosamente todos os dias, como o primeiro sorriso de manhã ao acordar, o carinho que você faz enquanto mama, a gargalhada quando nos dá um susto. Mas nada supera a recarga de energia recebida ao chegar em casa depois de um dia exaustivo de trabalho e te ver engatinhando na velocidade 5 do créu em minha direção para me dar um abraço. Nesse momento o mundo para, o cansaço vai embora, o estresse desaparece, e o sol brilha.

Hoje faz um ano que a nossa vida ganhou novos contornos, novo sentido, novas responsabilidades, e principalmente, novas cores!

Obrigado por ter nos escolhido. Obrigado por alegrar nossa vida todos os dias. Obrigado por ser nosso filho!

 

Com amor, Papai e Mamãe.

 


Dia 349 – Bolinhas, dança e sujeira, muita sujeira!


O carnaval começou oficialmente neste final de semana, com vários blocos nas ruas, festas fechadas e movimento pela cidade. E o Biscoito não poderia ficar de fora! A Mamãe ficou de olho nas redes sociais™ em busca de bloquinhos para bebês, e vimos um em Moema, no domingo. Região relativamente segura, perto de casa, bloco infantil com direito a comida para adultos, perfeito!

Nesse mesmo dia, uma brinquedoteca chamada Cadê Bebê faria uma seção especial. Normalmente eles cobram por hora ou então um pacote mensal, mas nesse dia era um valor diferenciado para brincar o dia inteiro. Ficamos entre ir no bloquinho ou ir na brinquedoteca. Ganhou a brinquedoteca.

O espaço é muito amplo, com bastante brinquedos. Mas teve dois em especial que o Biscoito adorou: uma piscina de bolinhas que era mais uma vala de bolinhas, pois era bem rasinha, e uma outra, essa sim funda! Até eu entrei nela para ajudar o Biscoito. Tinha até uma bebê que literalmente se jogava na piscina! Ele brincou bastante ali.

O momento mais divertido foi, sem sombra de dúvidas, a parte da pintura. Eles forram o chão, dão um papel para cada criança, um pincel e tinta. O pincel é uma folha de couve. A tinta vermelha é suco de beterraba, a verde é suco de espinafre e a laranja é suco de cenoura. E tá pronta a farra!

Havia cerca de 6 ou 7 crianças pintando, mas apenas o Biscoito e outros 2 que efetivamente entraram na brincadeira e enfiaram a mão na massa…quer dizer, na tinta!

Chegaram a disponibilizar uma bandeja com bastante suco de beterraba….eu estava torcendo pro Biscoito se enfiar dentro dela! Mas ele só a virou no chão!

Depois dessa brincadeira toda não tinha outro jeito a não ser dar um banho, pro qual o espaço também está preparado com água quente, duxinha, sabonete, xampú e toalhas.

Para finalizar foi montada uma roda de dança, para que pais, mães e filhos se divirtam juntos cantando e dançando.

O local não estava assim um primor de limpeza, com areia em alguns pontos, que depois descobri de onde vem: eles possuem um tanque de areia, então é de se esperar que conforme as crianças passem de um espaço para outro acabem espalhando a areia por todo lugar. Há espaços para bebês e também para crianças maiores, contando com uma lanchonete e um espaço para festas no andar superior. A equipe é muito cuidadosa e prestativa.

Eu fiquei muito feliz de ter ido com a Mamãe e o Biscoito ali, e tenho certeza que ele também adorou! Pretendemos voltar com ele, sem sombra de dúvidas, para mais umas nadadas e umas pintadas.